Em formação

Comunicação em bebês

Comunicação em bebês



We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Uma das maiores preocupações dos pais é saber entender os bebês. Algo muito complexo no momento em que não podemos ouvir seus pensamentos. Desde o nascimento, os bebês possuem uma série de instintos que orientarão seu desenvolvimento pessoal. Alguns desses instintos visam a comunicação e o aprendizado da linguagem oral. Vamos revisar os marcos mais importantes da comunicação.

Em primeiro lugar, devemos ter em mente que é comunicação. É sobre o processo pelo qual um indivíduo transmite informações. Embora seja correto, os dois indivíduos devem entender o mesmo código. Com o que nem tudo que nos dá informações sobre o bebê, não quer dizer que seja comunicação. Mas, é parte do processo de aprender a se comunicar. Vamos ver os passos que nosso bebê vai seguir até que queira nos dizer algo concreto e o faça com um meio que possamos entender.

- Ele chorou. É um estado que os bebês têm desde o nascimento. Choro, ajuda os bebês a nos avisar que não estão bem. Ou porque está doente ou simplesmente porque está entediado. Nas primeiras semanas, o bebê vai perceber que quando chorar iremos até ele. O que você usará no futuro como uma chamada entre outras funções. Será o primeiro processo pelo qual o bebê nos transmite seus sentimentos. É de certa forma uma 'Comunicação Negativa'.

- O sorriso. É engraçado, o processo de sorrir. Já que você tem mais informações, diga-nos que está bem. O ser humano quando nasce passa por um processo pelo qual leva muito tempo para se defender. Assim, dependendo da mãe, tanto para se alimentar quanto para se defender das inclemências ao seu redor. Com o que embora pareça curioso para nós, Desenvolvemos um sistema para facilitar e aproximar as pessoas de nós.

Não é por acaso que os bebês são tão fofos. Seus traços (cabeça grande, olhos grandes, rosto bem focado e rechonchudo) são rostos que inspiram ternura e dependência. O que nos faz sentir a necessidade de protegê-lo. Mas o mesmo sorriso. Os primeiros sorrisos serão apenas gestos, sem sentir para trás. E com o passar das semanas, o bebê começará a sorrir para nós para criar um vínculo com ele. Será uma 'Comunicação Positiva'.

- Alcance as coisas. De um dia para o outro. Nosso bebê vai nos surpreender agradavelmente. Quando passarmos ao lado dele, ele estenderá os braços para nos pegar, mesmo que não consiga se mover do local. É o instinto de levar as coisas. Desde esse momento, bebê vai tentar alcançar o que quer que chame sua atenção.

É realmente um instinto de saber e aprender. Embora nos sirva de comunicação. Pois pela primeira vez, saberemos realmente o que o bebê quer.

- Ponto. De certa forma, é considerado o primeiro ato de comunicação do bebê. Esse movimento que nos parece tão simples. É muito mais complexo do que imaginamos. Se você notar, algumas semanas antes dele fazer isso, quando apontamos para um objeto em nosso bebê, ele olhava para o nosso dedo. Ele não entendia o conceito de apontar. Será visto novamente e novamente para fazê-lo.

Certamente, quando apontamos, acabamos fazendo barulho ao tocar no objeto que queremos olhar. Fazemos isso inatamente para que o bebê aprenda. Ele vai relacionar os conceitos e depois de repeti-los continuamente, a criança vai entender o conceito e será capaz de fazê-lo sozinha.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Comunicação em bebês, na categoria de estágios de desenvolvimento no local.


Vídeo: A única forma de comunicação dos bebês (Agosto 2022).