Em formação

Desmantelando 5 mitos sobre a alimentação infantil

Desmantelando 5 mitos sobre a alimentação infantil


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

Com o tempo, muitas dicas são passadas de pais para filhos a respeito da alimentação, algumas delas apenas mitos de que a única coisa que pode afetar negativamente nossa alimentação e a que oferecemos aos nossos pequenos.

Estes são os cinco mitos mais comuns sobre alimentação infantil.

1- O pão engorda muito, e por isso oferecemos aos nossos filhos pão fatiado. Bem o pão per seNão engorda mais do que o pão fatiado, muito pelo contrário. O pão é a fonte tradicional de carboidratos na dieta mediterrânea e fornece energia de liberação lenta, sendo ideal para o lanche da tarde, desde que seja utilizado um recheio adequado. Em contraste, o pão fatiado contém gordura e açúcares simples que o tornam muito mais calórico e muito menos saudável.

2- O ovo não é recomendado para a saúde. Devido ao seu conteúdo de colesterol, o ovo foi considerado um alimento não saudável durante anos, embora estudos tenham mostrado que o efeito do colesterol que ele contribui tem um efeito inestimável sobre os níveis de colesterol no sangue. O ovo é um alimento muito atraente, pois fornece um alto teor de nutrientes essenciais e proteínas de alto valor biológico, que também são facilmente biodisponíveis. A porção recomendada de ovos para crianças é de uma unidade por semana, embora a partir dos 9 anos possa ser aumentada para 2 unidades, dependendo, é claro, do gasto energético da criança. Pode ser consumido até 3-4 vezes por semana.

3- Não se pode misturar leite com frutas cítricas porque machucam o estômago. É mais um dos mitos relacionados à alimentação infantil. Não há problema para a criança ingerir os dois alimentos na mesma refeição, pois, ingeridos juntos ou não, o leite coagula no estômago devido ao pH ácido.

4- Se adicionar mais colheres de leite à mamadeira, o bebê ficará mais gordo. Sabe, para as avós um bebê gordinho é sinônimo de criança saudável, mas a verdade é que a obesidade começa desde a infância, e estimular o hábito de comer "excessivamente" em uma criança é ensiná-la a comer em excesso, o primeiro passo para ser excesso de peso. Além disso, a colher “extra”, a única coisa que consegue é sobrecarregar os rins, ainda imaturos, o que pode gerar problemas gravíssimos.

5- O leite materno a partir dos 6 meses, ou quando o bebê acorda muito à noite, não é mais suficiente. Os bebês acordam à noite por vários motivos, sendo o contato físico um deles, então uma criança que toma mamadeira também acorda se precisar sentir sua mãe. O leite materno é, sem dúvida, o melhor alimento para o seu bebê. Além de fornecer todos os nutrientes de que o bebê necessita, estes estão na quantidade adequada para cada etapa do crescimento, pois o leite materno se adapta às suas necessidades. De acordo com a OMS, é aconselhável continuar amamentando até pelo menos 2 anos de vida.

Você pode ler mais artigos semelhantes a Desmantelando 5 mitos sobre a alimentação infantil, na categoria Nutrição Infantil no Local.


Vídeo: Los Aztecas: Capítulo I, El Origen Documental Completo (Pode 2022).