Em formação

A criança epiléptica

A criança epiléptica


We are searching data for your request:

Forums and discussions:
Manuals and reference books:
Data from registers:
Wait the end of the search in all databases.
Upon completion, a link will appear to access the found materials.

O epilepsia Consiste na repetição de crises, chamadas crises epilépticas. Cerca de 1 por cento da população infantil sofre desta doença. O Sociedade Espanhola de Neurologia (SEN) e a Federação Espanhola de Epilepsia (Fede) eles criaram a campanha Vivendo com epilepsia, para ajudar as crianças e seus amigos a aprender sobre sua doença, eliminar preconceitos e compartilhar suas experiências.

Na Espanha, cerca de 200.000 crianças têm epilepsia, das quais metade apresenta os primeiros sintomas na infância. Com o lema Saber a epilepsia nos torna iguais, esta iniciativa visa que crianças e professores aprendam um pouco mais sobre esse transtorno e o que fazer quando ocorrer uma crise epiléptica.

Uma criança com epilepsia pode e deve levar uma vida normal e nunca ser tratada como uma criança doente. Você precisará ser controlado com sua medicação, mas é importante que você nunca se sinta superprotegido. A epilepsia se manifesta por meio de convulsões que podem assumir várias formas:

- Crise mioclônica: espasmos de um ou mais grupos musculares.

- crise tônica: hipertonia ou rigidez de todo o corpo.

- crise atônica: hipotonia muscular generalizada e queda ao solo.

- Crise tônico-clônica: perda de consciência seguida de rigidez, queda ao solo e tremor rítmico de mãos e pernas.

- espasmos: flexão ou extensão súbita do tronco e das extremidades por um segundo, repetidamente. Geralmente se manifesta no primeiro ano de vida, na infância. Devido ao problema cerebral que induz esses espasmos, a criança costuma apresentar retardo psicomotor.

É aconselhável informar a família e amigos sobre a epilepsia da criança. Também é importante que digam aos professores, antes do início do ano letivo. Ter uma crise epiléptica na escola pode ter um impacto negativo na criança. Por isso, é muito importante que os professores estejam preparados para a possível crise de uma criança, para:

- Evite que a criança se machuque

- Informar os colegas e ajudá-los a entender o problema da criança e a não ter reações adversas (medo ou rejeição) diante das crises.

- Ajude a criança, se ela tiver algum problema, em seu aprendizado. Alguns podem necessitar de apoio psicopedagógico, adaptação curricular ou mesmo escolas de educação especial.

Alguns estudos mostram que crianças com epilepsia se sentem pior com relação a si mesmas do que aquelas com asma ou diabetes. O ambiente da criança, ou seja, família, amigos e professores, fundamentalmente, pode ajudá-la a se sentir melhor. A criança, que se sente bem consigo mesma, fica mais aberta para aceitar o plano de tratamento. O que pode ser feito a esse respeito?

1. Sinceridade. Devemos informar a criança sobre sua doença e responder suas perguntas de forma simples e clara.

2. Ordem de prioridades. Faça uma lista das coisas que a criança gosta de fazer e sugira o que ela pode fazer.

3. Conquistas positivas. Elogie suas realizações e habilidades positivas. Se a criança se sentir entediada, você pode propor uma distração.

4. Superproteção. Evite falar na frente da criança sobre as dificuldades de seu transtorno. Evite superprotegê-lo e tratá-lo como as outras crianças, atribuindo-lhe responsabilidades e tarefas que aumentem sua autoestima e estimulem o desenvolvimento de sua autonomia pessoal.

5. Atividades. Impede que a criança pare de realizar atividades, o que costuma fazer com a família. Busca trocar experiências e experiências com outras famílias de crianças epilépticas. Lembre-se de que as crises epilépticas que a criança pode ter são apenas uma pequena parte de sua vida.

Fonte consultada:
- Guia como viver com epilepsia.
- LiveBetter.es.

Você pode ler mais artigos semelhantes a A criança epiléptica, na categoria Transtornos Mentais no local.


Vídeo: Epilepsia infantil (Pode 2022).


Comentários:

  1. Glewlwyd

    Fiel à frase

  2. Dailmaran

    Esta variante não se aproxima de mim. Quem mais, o que pode solicitar?

  3. Drew

    Na minha opinião. Sua opinião é errônea.

  4. Cade

    It has surprised me.

  5. Senior

    Eu entro. Foi comigo também. Vamos discutir esta questão. Aqui ou no PM.

  6. Stanway

    hmm ... eu estava esperando MUITO MAIS fotos depois de ler a descrição))) embora isso seja o suficiente)



Escreve uma mensagem